segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Quadras...

"Eu não tenho vistas largas,
nem grande sabedoria,
mas dão-me as horas amargas
lições de filosofia."

"Quando não tenhas à mão
outro livro mais distinto,
lê estes versos que são
filhos das mágoas que sinto."

"Após um dia tristonho,
de mágoas e agonias
vem outro alegre e risonho:
são assim todos os dias."

"Tu és fonte de água clara
que deixa ver a nascente,
porque me mostras, na cara,
o que o teu coração sente."

"Os meus versos o que são?
Devem ser, se os não confundo,
pedaços do coração
que deixo cá neste mundo."


ALEIXO, António (1969), Este livro que vos deixo...
1.º vol., 5.ª Ed., Loulé, 1979



1 Comentário:

Observador disse...

António Aleixo, claro.

Bonito...