quinta-feira, 26 de março de 2009

New Star Trek...

Leonard Nimoy, actor, escritor e fotografo, faz hoje 78 anos que este senhor nasceu!!

Quem não se lembra da sua personagem emblemática como "Mr. Spock" na série Star Trek??

Como não poderia deixar de ser, o Olhares presta aqui homenagem ao actor!!

A ideia é voltar às raízes do mito «Star Trek» e contar a primeira aventura dos protagonistas da série original mas, pela primeira vez, com novos actores. Assim, por exemplo, sai de cena o septuagenário William Shatner como Kirk e entra o jovial Chris Pine, tal como Leonard Nimoy, que tem uma curta aparição, passa o manto de Mr. Spock a Zachary Quinto, celebrizado pelo papel de Sylar na série «Heroes».

O filme é realizado por J.J.Abrams, criador de séries como «Alias – A Vingadora» e «Lost – Perdidos» e director de «Missão Impossível III», e a sua missão é dar nova vida a uma série que já se tinha desmultiplicado por inúmeros produtos paralelos e derivados.

A história, supostamente fiel aos eventos da série, apresenta as origens de Kirk e Spock antes de se juntarem na nave Enterprise para «ir onde nenhum homem antes foi», como rezava a mítica frase do génerico da série. O primeiro desafio é combater Nero, um perverso alienígena que ameaça a federação planetária, interpretado por Eric Bana.

A série foi criada para a televisão em 1966 por Gene Rodenberry e, apesar de então só durar três temporadas, gerou um imenso fenómeno de culto, que não pára de crescer. Em 1979 chegou ao cinema, com um filme de grande orçamento assinado por Robert Wise.

A esse seguiram-se mais nove, sendo esta nova versão de J.J.Abrams a 11ª película «Star Trek» a chegar ao cinema mas a primeira a ser feita sem recurso aos actores que interpretaram as personagens no pequeno ecrã.

Sapo - Cinema 07-03-2009

Fica aqui um olhar sobre o trailer do novo filme do Star Trek, brevemente nas salas de cinema...


3 Comentários:

Observador disse...

Não, isso não!

(aaggrr)

Fui...

Vera disse...

Observador:

Vá, não é assim tão mau!! Há coisas piores...

Observador disse...

É tudo relativo.